Sociologia eCibercultura

UCS – Universidade de Caxias do Sul


Palestra: Aprendendo com as neurociências

Neurociência segundo o Horáculo:
Wikipédia; http://pt.wikipedia.org/wiki/Neuroci%C3%AAncia

” A neurociência é um termo que reúne as disciplinas biológicas que estudam o sistema nervoso, normal e patológico, especialmente a anatomia e a fisiologia do cérebro interrelacionando-as com a teoria da informação, semiótica e lingüística, e demais disciplinas que explicam o comportamento, o processo de aprendizagem e cognição humana bem como os mecanismos de regulação orgânica.

Tanto do ponto de vista histórico como teórico não se pode deixar de considerar as contribuições da cibernética, hoje a neurociência computacional que se define como a ciência da comunicação e controle no animal e na máquina.

Essencialmente é uma prática interdisciplinar, resultado da interação de diversas áreas do saber ou disciplinas científicas como, por exemplo: neurobiologia, neurofisiologia, neuropsicologia, neurofarmacologia (neuropsicofarmacologia), estendendo-se essa aplicação à distintas especialidades médicas como por exemplo: neuropsiquiatria, neuroendocrinologia, neuroepidemiologia, psiconeuroimunoendocrinologia, psicofarmacologia, neurortopedia bucal etc.”

RESUMINDO; A neurociência estuda o sistema nervoso.

Agora colocarei aqui o foi discutido nessa palestra que segundo eu entendi, digo segundo porque algumas questões ficaram vagas em minha mente e garanto que vocês lendo aqui não intenderam What hell is that’s nenhuma, mas acho importante dividir isso com cada de vocês que atraves de empurrãozinho aqui poderam buscar ai no Horáculo de vocês conhecimento maior sobre isso.

  • Intendendo o processo de aprendizagem; aqui o palestrante explicou para nos como se dá o processo de aprendizagem, e exemplificou através de troca de dados entre neurônios, ocorrem as sinapses, ou seja como intendemos os neurônios
  • Sinapses São os pontos onde as extremidades de neurônios vizinhos se encontram e o estímulo passa de um neurônio para o seguinte por meio de mediadores químicos, os neurotransmissores.
  • Neurotransmissores São substâncias químicas produzidas pelos neurônios, as células nervosas. Por meio delas, podem enviar informações à outras células. Podem também estimular a continuidade de um impulso ou efetuar a reação final no órgão ou músculo alvo.
  1. Tipos de memória:
  2. Memória O que nos faz lembrar de uma detalhada história ocorrida no passado? Como deixamos fluir naturalmente as frases complicadas de longas canções? Por que nunca nos esquecemos de como se dirige um automóvel?
  3. Memória declarativa ou (Explicita): Lembrança de datas, fatos históricos, número de telefones e etc. Ex; ler um livro e após um longo período se ouvir falar sobre esse mesmo livro, você se lembrará com facilidade sobre esse livro pois há algum tempo você o leu.
  4. Memória operacional: Armazena apenas dados que serão usados a curto prazo. Ex; Endereços de ruas quando se esta visitando uma cidade, nome de alguém dito em alguma festa quando você ja esta tri bebado :D.
    • Memória não-declarativa ou (Implicíta):  Jogar bola, dirigir um carro, dançar.
    • Subtipos; existem quatro subtipos dentro do tipo de memória não-declarativa.
    • Memória adquirida e evocada por meio de “dicas” Priming ou memória de representação perceptual. Ex; Através de pedaços de imagens que ficam fixados em nossa memória podemos reviver fatos.
    • Memória de procedimentos: o ato de dirigir um carro, você não presiza necessariamente, ter que acompanhar os movimentos do seu pé para poder acelerar, desalerar, usar o freio e embreagem.
    • Memória associativa: bem o nome ja diz tudo, o que vemos associamos a outros objetos similares.
    1. Memória não-associativa: Aprendemos com estimulo repetitivo que ficar na frente do computador derrentendo o globo ocular não faz mal saude é perceptivo que fazemos e nem nos damos conta, como o latido de um cão inofensivo, ouvimos o latir mas não nos intimidamos.

Dicas para na hora de estudar e exercitar:

  1. Tomar um copo de café antes de praticar qualqer exerciçio, mas isso tem que ser feito antes i não durante o ato da prática.
  2. Quando estiver estudando tome suco qualqer tipo de suco ( desde que não seja ácido :( ) isso aumentará gradativamente o seu nivel de glicose e com isso voce aumentara as suas sinapses.
  3. Fazer o mesmo exerciçios repetidamente, isso se aplica ao ato de estudar não vão extrapolar em outros sentidos heim.
  4. Estudar com os colegas.
  5. Revisão da escrita.

Fechamento da palestra com a frase:  “A aplicação do conhecimento facilita o aprendizado

Sintetizando:  Através da palestra em que nós alunos, do curso de Tecnologias digitais tivemos juntamente com o curso de Ciência Contabeis  sobre Neurociência podemos perceber que atraves de sinapses e neurotranmissores podemos ampliar nossos horizontes, parece ficticio mais para min não é, e vou dizer mais é possivel cada um de nós aumentarmos a capacidade de uso de  nosso cerebro ja que usamos pouca porcentagem do mesmo, ou seja, através de exerciçios, textos, buscas, perguntas, questionamentos, explicações e etc.Tecnologias Digitais

Grandes autores para saber mais:

Fechando intão galera deu sono ai, aposto que sim por que em min deu na hora da palestra mais ta ai minha contribuição para os Net’s, Nerd’s, Geek’s e etc que gostaria de saber um pouco como funciona esse atos automaticos de usarmos Alt+f4 ou Esc para fecharmos a janela daquela pessoa que ta te enchendo o Saco no Msn, ou Ctrl+Alt+Del quando o PC da pau.

Isso tudo é automatico em sua mente pelo simples fato de sua intuição ja habiatuada a esta apertando esse botões quase o tempo todo.

” Enquanto há vida, Há esperança” / Gleyson Dias de Oliveira / Barachel em Formação curso Tecnologias Digitais – UCS .

About these ads